Nick de 17 anos é um dos mais jovens milionários do mundo. Aos 26 anos David transformou uma rede social num dos maiores negócios do ano.

Nick tornou-se um dos mais jovens milionários do mundo com apenas 17 anos e uma aplicação móvel. David transformou uma rede social naquele que já é um dos maiores negócios do ano com apenas 26. Como Bill Gates ou Mark Zuckerberg, criaram inovações no anonimato das garagens de casa e nas salas de aula. O que têm em comum além do génio? Atraíram a atenção da Yahoo e lideram uma nova vaga de empreendedores.

Pensava em Steve Jobs e Willy Wonka como duas figuras brilhantes que tinham fábricas mágicas de onde saíam a cada seis meses com uma apresentação espectacular. “Para mim era a coisa mais ‘fixe’ que se podia fazer… e era isso que eu sonhava fazer.” Foi assim, com estas palavras, que David Karp confessou a um jornalista da Bloomberg o seu projecto de vida – mas isso foi há alguns anos. Esse plano começou a cumprir-se há pouco mais de uma semana, quando David Karp, hoje com 26 anos, vendeu a sua plataforma Tumblr à gigante Yahoo, por quase mil milhões de euros.

A ‘fábrica mágica’, neste caso, foi um acanhado apartamento em Nova Iorque onde vivia com a mãe. Foi aí que começou a desenhar, em 2007, uma rede que, há cerca de um ano, já somava mais de 19 milhões de blogues e competia com redes sociais populares como Twitter ou WordPress. A ‘magia’ de Karp – que ainda adolescente deixava os professores com os nervos em franja pelas sucessivas tentativas de furar o sistema de computadores do liceu – chegou à secretária da executiva Marissa Mayer e entrou na lista de compras da Yahoo que, no passado dia 20, formalizou a compra do Tumblr.

A aquisição milionária – que já é um dos dez maiores negócios deste ano no sector tecnológico – catapultou o autodidata e até então desconhecido David Karp para a lista dos empreendedores mais ricos do mundo, seguindo as pisadas de outros génios da tecnologia como Bill Gates (Microsoft), Larry Ellison (Oracle) ou Mark Zuckerberg (Facebook). Mas o jovem nova-iorquino não está sozinho nesta ascensão meteórica. Graças à fúria expansionista que Marissa Mayer iniciou na Yahoo há precisamente um ano, quando trocou a rival Google pela liderança de uma empresa em desvalorização crescente, outros jovens empreendedores viram os seus projectos inovadores saltar da garagem de casa ou das salas de aula para o portefólio de grandes marcas.

Meu rico Summly
O britânico Nick d’Aloisio entrou nesta nova vaga de milionários da Intenet com apenas 17 anos: aconteceu há cerca de um mês, quando a Yahoo comprou a sua aplicação Summly. A solução – que resume em poucos caracteres a informação de um texto com milhares de palavras, sem desvirtuar o seu conteúdo – , já captara a atenção (e o dinheiro) de investidores como o magnata Rupert Murdoch ou o actor e empresário Ashton Kutchner e tornou-se um sucesso entre os clientes da Apple Store. Só a primeira versão da aplicação teve mais de 200 mil ‘downloads’, o que o ajudou a captar um milhão de dólares em capital de risco numa ronda.

O interesse da Yahoo converteu-se agora em proposta de compra: por 30 milhões de dólares (cerca de 23 milhões de euros), Nick d’Aloisio vendeu a sua invenção e tornou-se num dos mais jovens milionários do mundo. Um desfecho mais ou menos previsível para um adolescente que, aos nove anos, idade com que recebeu o primeiro Mac, já fazia e editava filmes e que, aos 12 anos, já desenhava sofisticadas aplicações.

Tumblr e Summly são apenas dois dos mais recentes investimentos da Yahoo para cumprir os planos de Marissa Mayer: alargar e diversificar o portefólio de produtos e serviços para inverter a quebra do negócio, como reafirmou recentemente numa conferência da ‘Wired’. Apesar do potencial destas aplicações, redes e plataformas, a executiva pode ficar em apuros: terá de explicar, por exemplo, como vai justificar os mais de mil milhões de dólares que pagou por uma plataforma de ‘microblogging’ como o Tumblr que, de acordo com os últimos dados dos analistas de Wall Street, não facturou mais de 13 milhões no último ano. Querer jogar em muitas frentes é a grande aposta da Yahoo e tem justificado os últimos grandes negócios. Mas pode ser também a sua grande ameaça se se descobrir que tudo não passa de uma nova grande bolha de internet  que, se estoirar, só deixa intactos os sonhos e fortunas de jovens como Karp ou d’Aloisio.

Fonte: Económico

Comentários

comentários