As queixas dos consumidores contra as “letras pequeninas em rodapé” são recorrentes, mas a Procuradoria Geral Distrital de Lisboa redigiu uma lista de situações já detectadas, como forma de alertar os consumidores e evitar que voltem a ser alvo de situações semelhantes.

Na lista detalham-se casos já transitados em julgado e onde se alerta para as “clausulas abusivas nos contratos”. Na maioria as empresas detectadas são ginásios, bancos e seguradoras, mas ao todo são dezenas de empresas.

Para os casos em questão, a PGDL conseguiu que se dessem como nulas as clausulas.

Veja se tem um destes contratos 

 

Fonte: dinheiro Vivo

Comentários

comentários