Governo admite rever previsões económicas de 2013 se exportações continuarem a abrandar

Pedro Passos Coelho admitiu esta tarde que o Executivo pode vir a rever as suas previsões económicas para 2013, caso o ritmo de crescimento das exportações continue a abrandar.

“Se os sinais de abrandamento do ritmo das exportações persistirem poderemos ter de fazer ajustamentos” às previsões económicas de 2013, admitiu o primeiro-ministro à margem do 1º Seminário da Associação Nacional de Franchising.

Esta segundo-feira, dia 11 de Fevereiro, foi conhecido que, em 2012, as exportações cresceram apenas 5,8%, graças ao comportamento negativo dos últimos meses do ano.

Depois de um arranque muito forte de 2012, as vendas de bens ao exterior desaceleraram drasticamente nos últimos quatro meses do ano, caindo 0,8% nesse período empurradas pelo forte arrefecimento do mercado comunitário, mostram os dados divulgados na segunda-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Pedro Passos Coelho reagiu hoje, pela primeira vez, a estes números, bem como aos últimos dados do desemprego, afirmando que o “arrefecimento da procura externa terá que ser analisado” pelo Governo. “Alguma revisão

[das previsões económicas para 2013] decorrerá se existirem alterações significativas no panorama externo”, afirmou o primeiro-ministro.

Recorde-se que o Banco de Portugal tinha já alertado para o abrandamento das exportações, prevendo um crescimento de apenas 2%, o que fará com que o PIB nacional contraia 1,9% em 2013. O Governo antecipa uma quebra do PIB de 1% este ano.

Fonte: Negócios

Comentários

comentários

2017-01-01T18:29:39+00:0013/02/2013|Categories: Geral|Comentários fechados em Governo admite rever previsões económicas de 2013 se exportações continuarem a abrandar
error: Segurança acima de tudo! ;)