Lucros da Galp aumentaram 43%

Aumento da produção no Brasil e vendas para fora da Península Ibérica sustentaram os 359 milhões de euros em lucros da petrolífera portuguesa.

Os lucros da Galp aumentaram para os 359 milhões de euros em 2012, mais 43% do que os registados em 2011 (251 milhões de euros). O relatório da actividade da empresa para o quatro trimestre, divulgado nesta segunda-feira, afirma que o aumento de lucros se deve sobretudo ao aumento da produção de petróleo e de gás natural no Brasil, que terão suportado a quebra do mercado ibérico.

Durante o quarto e último trimestre de 2012, a Galp registou 83 milhões de euros em lucro, um aumento de 10,1% em relação ao mesmo período de 2011.

Face ao impulso do mercado brasileiro, os resultados financeiros registados em 2012 “mais do que compensaram o aumento dos interesses minoritários da Galp na Petrogal Brasil”, afirma a empresa. Em Março de 2012, a Galp Energia e a parceira chinesa Sinopec aumentaram a participação na Petrogal Brasil, subsidiária da Petrobras, ficando a Galp com 70% do capital da empresa.

De acordo com o relatório enviado nesta segunda-feira à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Galp registou 396 milhões de euros em receita no sector de exploração e produção ao longo de 2012, o que representa um aumento de quase 20% face a 2011. Já na refinação e distribuição, a empresa teve receitas de 14,6 mil milhões de euros, mais 6% do que no ano anterior. Ao todo, a produção média da Galp aumentou 49% ao longo do ano.

A Galp processou 82 milhões de barris de crude em 2012, mais 7% do que em 2011. O aumento de receitas sustentou-se numa subida de 24% das exportações para fora da Península Ibérica. Já as vendas directas a clientes caíram 5% face a 2011, justamente devido ao enfraquecimento da procura em Portugal e Espanha, afirma o mesmo relatório.

Uma queda no consumo que também foi registada no campo do gás e da electricidade. Ainda que o total de vendas de gás tenha aumentado 17% em 2012, as vendas directas a clientes caíram 13% em 2012. Esta quebra, afirma a Galp, deve-se a uma maior importação da electricidade em Espanha e a uma maior presença do carvão em Portugal.

No final de 2012, a dívida líquida da Galp aumentou 328 milhões de euros face a 2011 e situava-se nos 1697 milhões de euros. Mas este valor, afirma a Galp, estaria apenas nos 780 milhões de euros, caso não fosse considerado o empréstimo da empresa portuguesa à chinesa Sinopec, no contexto do aumento de capital da Petrogal Brasil.

Fonte: Público

Comentários

comentários

2017-01-01T18:29:39+00:0011/02/2013|Categories: Geral|Comentários fechados em Lucros da Galp aumentaram 43%
error: Segurança acima de tudo! ;)